PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Rafael Capanema

10 submundos do YouTube para explorar (e não sair nunca mais)

Rafael Capanema

22/01/2020 12h59

Com o tweet acima, o João Pedro abriu a porteira para vários submundos fascinantes do YouTube. Tem um rapaz que faz facas com materiais como papelão e leite, uma moça que organiza prateleiras de loja por vontade própria e muito, muito mais.

Eu selecionei os dez que me chamaram mais a atenção, mas você pode dar uma olhada lá nas respostas ao tweet e ver tudo que o pessoal recomendou.

Boa viagem!

1. "Vídeos de japoneses caminhando sincronizados" – @simeumsm

2. "O canal do cara que restaura arte. Ele limpa tudo as gresmas amareladas com um cotonete e o quadro vai ficando com as cores originais! É hipnotizante" – @biancanazari

3. "O canal do japonês que fabrica facas com os materiais mais absurdos possíveis" – @MaximusJunior

4. "O meu é uma mulher que arruma as prateleiras do mercado por vontade própria" – @jucbin

5. "Corrida de bolinha de gude" – @ocoachateu

6. "Africanos reagindo a coisas do Brasil" – @rdewes

7. "Calzio italiano, uma mistura de futebol, rugby e MMA… Praticamente um futebol de várzea um pouco menos violento" – @est_caricatto

8. "Confeitaria coreana de alto nível" – @juniorneves

9. "Caras decifrando cadeados" – @FernandoIrado_

10. "Um cara vestido de alien verde decepando com um machado e uma faca um abacaxi de óculos escuros, enquanto sussurra uma língua inexistente no microfone que está colado aos lados da fruta, ainda utilizando equipamentos médicos e uma canetinha do Sonic pra 'examinar' o fruto" – @algumnomevago

E você, frequenta quais submundos do YouTube? Conta aqui embaixo nos comentários!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o Autor

Rafael Capanema é formado em jornalismo. Trabalhou na Folha de S.Paulo e no BuzzFeed. Paulistano, mora em Madri desde 2015.

Sobre o Blog

Um espaço para entreter, tendo sempre o humor como norte, a partir da minha experiência como redator de entretenimento, repórter de tecnologia e autor de blogs nos primórdios.

Rafael Capanema