PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Sete frases normais de um governo normal que preza pela democracia

Rafael Capanema

26/11/2019 10h04

1. "Democracia e liberdade só existem quando a sua respectiva Forças Armadas assim o quer. (sic)"

Jair Bolsonaro, 7 de março de 2019

Isac Nóbrega/PR

2. "Se quiser fechar o STF, sabe o que você faz? Não manda nem um jipe. Manda um soldado e um cabo. Não é querer desmerecer o soldado e o cabo…"

Eduardo Bolsonaro, 2018

Maandel Ngan – 30.ago.19/AFP

3. "Por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos…"

Carlos Bolsonaro, 9 de setembro de 2019

Dida Sampaio – 18.mar.2019/Agência Estado

4. "Se a esquerda radicalizar a esse ponto, a gente vai precisar ter uma resposta. E a resposta pode ser via um novo AI-5, via uma legislação aprovada através de um plebiscito, como aconteceu na Itália. Alguma resposta vai ter que ser dada."

Eduardo Bolsonaro, outubro de 2019

Pedro Ladeira/Folhapress

5. "Se falou [em AI-5], tem que estudar como vai fazer, como vai conduzir. Acho que, se houver uma coisa no padrão do Chile, é lógico que tem que fazer alguma coisa para conter."

General Augusto Heleno, 31 de outubro de 2019

Marcos Corrêa/PR

6. "Protesto é uma coisa, vandalismo, terrorismo são completamente diferentes. Incendiar bancos, invadir ministério, isso aí não é protesto. E se o Congresso nos der o que gente quer, esse protesto vai ser impedido de ser feito. O Congresso é que vai dizer se nós devemos combater esses atos terroristas ou não."

Jair Bolsonaro, 25 de novembro de 2019

Carolina Antunes/PR

7. "Quando o outro lado ganha, com dez meses você já chama todo mundo para quebrar a rua? Que responsabilidade é essa? Não se assustem então se alguém pedir o AI-5."

Paulo Guedes, 25 de novembro de 2019

Alan Santos/PR

Sobre o Autor

Rafael Capanema é formado em jornalismo. Trabalhou na Folha de S.Paulo e no BuzzFeed. Paulistano, mora em Madri desde 2015.

Sobre o Blog

Um espaço para entreter, tendo sempre o humor como norte, a partir da minha experiência como redator de entretenimento, repórter de tecnologia e autor de blogs nos primórdios.

Rafael Capanema